aula aberta

Os alunos do 5º anos da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão foram desafiados pela Junta de Freguesia de S. Victor a (re)desenhar determinados locais em contexto urbano.
Dessa sugestão surgiu a exposição e a reflexão em torno das estratégias e projectos de intervenção na cidade.
Alguns dos projectos, que foram apresentados publicamente no dia 14 de maio (4ª feira), são hipotéticas soluções sobre casos de Braga.
A exposição funcionou como uma aula aberta para todos quanto gostam de reflectir sobre a Cidade de Braga. Esta aula aberta contou com a presença da reitora da Universidade Lusíada, Rosa Moreira, que fez questão de apoiar os alunos na apresentação dos seus projectos na final de curso. Presente nesta aula aberta esteve o director da Faculdade de Arquitectura e Artes da Lusíada de Famalicão, Fernando Mariz, que realçou a importância de eventos como este para que a universidade ultrapasse os muros académicos. “Estes eventos fazem parte da estratégia de aproximação dos estudantes e da universidade à comunidade”. Um especial agradecimento à Arquitecta e Amiga Maria Tavares que afirmou que “a arquitectura, enquanto acto de cidadania, é uma questão cada vez mais importante para cada poder aproximar cada vez mais aquilo que a cidade tem de todos”.
A sessão contou com a decorreu no auditório da Junta de Freguesia de S. Victor.