_mg_0076_1 _mg_0292_1 _mg_0298_1

OS ALUNOS do ensino pré-escolar e básico da freguesia de S. Victor encheram, recentemente, o Parque de Exposições de Braga de alegria e entusiasmo, protagonizando vários momentos da Festa de Natal promovida pela Junta de Freguesia para fomentar o convívio entre as crianças da localidade.

Um milhar de crianças encheu, recentemente, de entusiasmo e muita alegria o auditório do Parque de Exposições de Braga (PEB), onde decorreu, durante toda a manhã, a Festa de Natal das Escolas de S. Victor e onde os alunos do pré-escolar e do ensino básico das seis escolas da freguesia brilharam com animadas e divertidas atuações.

Tal como já é tradição, a festa contou com as honras do professor José Machado, que teve a seu cargo a apresentação, contando com animação do músico Pedro Belo, o duo “Ip e Op” que cantou e dançou ao som de Hip-Hop Natalício e ainda com o trio de palhaços mais divertido de Braga – Afonsito, Tremidinho e Catatau. Os alunos dos dois Jardins de Infância da Freguesia foram os primeiros a subir ao palco do PEB, onde interpretaram temas musicais como “Jingle Bell Rock Christmas” e “Danças de Natal”. Seguiu-se a atuação de cada turma selecionada em cada escola, divertindo a plateia e contagiando já os colegas mais novos com os temas natalícios interpretado.

“Esta é uma iniciativa das que mais orgulho nos preenche e é uma espécie de prenda que a autarquia dá às crianças numa celebração daquilo que deve ser também a própria juventude e infância, precisamente porque sabemos a importância que tem a educação formal e o papel importante desempenhado pelas escolas enquanto agentes formadores”, sublinhou Ricardo Silva, presidente da Junta de Freguesia de S. Victor, entidade promotora desta iniciativa, destacando, no entanto, que “também é preciso haver espaço e tempo para as crianças poderem brincar e divertir-se”.

“Já há muito tempo que a autarquia começou a oferecer às crianças este espaço de convívio entre os alunos de todas as escolas, também para as poder libertar um pouco da escola formal, mas com total responsabilidade em atuar para um vasto público exigente”, referiu o autarca. “Esta festa é também importante para que haja este convívio entre os estabelecimentos de ensino da freguesia no sentido de os alunos se irem conhecendo e também para que partilhem o orgulho de pertencer à freguesia de S. Victor”.

Cada Escola contribuiu para o melhor postal e todas as Escolas participaram nos “Contos de Natal”.

A JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICTOR aproveitou a Festa de Natal para entregar os prémios aos alunos respeitantes aos concursos de postais e de contos de Natal promovidos nas escolas.

Festa de Natal das crianças de S. Victor serviu, ainda, para a junta de freguesia atribuir os prémios relativos ao Concurso de Postais de Natal e Concurso de Contos de Natal que promoveu junto dos estabelecimentos de ensino. Num formato diferente dos restantes anos, o Executivo de S. Victor decidiu atribuir um vencedor por cada escola. Assim, Joana Marques foi a vencedora da escola S. Victor, tal como Margarida Ferreira Araújo, da EB1 das Enguardas,  Diogo do JI do Bairro da Alegria, Maria Manuel Taxa da EB1 Santa Tecla, Gil Nogueira da EB1 do Bairro Eng. Duarte Pacheco e João Pereira Fernandes, do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian. Os desenhos vencedores dão origem a dois postais de Natal que a Junta de Freguesia edita e que envia às entidades parceiras a desejar Boas Festas.

Igual procedimento foi adotado no Concurso dos Contos de Natal, tendo os vencedores ficado automaticamente selecionados para ver o seu conto publicado no Livro que a Junta de Freguesia edita todos os anos. Assim, na escola S. Victor nº7 o vencedor foi Henrique Fernandes Cerqueira com “O Natal da Diana e do João”; das Enguardas, a vencedora foi Maria Eduarda dos Santos com o texto “O Menino Perdido”, da EB1/JI Bairro Alegria, o texto selecionado foi o de José Miguel Carvalho, com o título “Sonho de Natal”, na EB1 Santa tecla, Rúben Duarte Vil venceu com o texto “Um Presente de Natal”, na EB1 Bairro Eng. Duarte pacheco a vencedora foi Luana Filipa Salazar Monteiro com o conto “O Natal da Angelina e do Ricardo” e no Conservatório Música Calouste Gulbenkian, pelo segundo ano consecutivo Pedro André Simões venceu o concurso com o conto “Todas as pessoas têm direito a um Natal Bestial”.

Para Ricardo Silva, presidente, os concursos promovidos pela Junta de Freguesia de S. Victor servem como forma de estimular a criatividade das crianças, bem como a sua capacidade de escrita e de pintura, transformando pequenos gestos em grandes símbolos desta autarquia.