A pensar na Semana Santa de 2018, Junta de Freguesia de S. Victor aproveitou a visita da JovemCoop à Cidade de Pontevedra, para promover a Procissão da Burrinha e ficar a conhecer uma cidade considerada “amiga das crianças”.
O executivo da Freguesia esteve na Igreja da Peregrina (Pontevedra) para estabelecer pontes de contato com a Confraria local, de forma a promover o Cortejo Bíblico “Vós Sereis o Meu Povo” e estudar atividades culturais que possam ser desenvolvidas naquela localidade.
A Igreja da Peregrina possui em cima do altar mor, uma pintura em relevo, que retrata a Fuga de N.ª Sr.ª e do Menino para o Egipto, cena essa que dá vida ao quadro 18 da Procissão da Burrinha.
Desta forma, atendendo ao paralelo histórico, a Junta de Freguesia de S. Victor esteve reunida com o assessor do Presidente do Concello de Pontevedra, Constantino Lores e com o Presidente da Confraria da Igreja da Peregrina, para apresentar a Procissão da Burrinha, concedendo aos representantes das duas entidades o Livro, bem como uma imagem, em artesanato, da Senhora da Burrinha.

Devolvendo o gesto, o Presidente da Confraria local, concedeu à Junta de Freguesia de S. Victor uma imagem da Senhora Peregrina, cujo culto está associado aos Peregrinos do Caminho de Santiago.

Também este encontro serviu para aferir outros paralelos que unem as duas localidades, com a imagem da Peregrina a possuir um chapéu muito semelhante ao que é usado pela imagem que desfila na Procissão da Burrinha, associado, como não podia deixar de ser, à Confraria dos Chapeleiros e Sombreireiros, cujo patrono é S. Tiago, também ele guia dos peregrinos de Compostela e que tem devoção na Igreja Paroquial de S. Victor. Outra semelhança identificada versou a arquitetura da Igreja da Peregrina, de planta centrada, muito semelhante à fisionomia da Capela de Guadalupe. Ambos os templos foram construídos no século XVIII.

Constantino Lores, assessor do Presidente de Pontevedra, agradeceu a visita à cidade, sobretudo por um grupo de jovens acompanhados pelos decisores políticos, porque, no seu entender, a construção do ideal de cidade tem que envolver as crianças e jovens, reiterando que uma cidade amiga das crianças é uma cidade amiga de todos os cidadãos. Foi com esta premissa que Constantino Lores guiou a visita à cidade e mostrou como a cidade de adaptou aos novos conceitos de mobilidade, reduzindo as vias de circulação automóvel e dando prioridade aos peões, naquilo que considerou um ato revolucionário de mentalidades.

O Presidente da Junta de Freguesia de S. Victor, Ricardo Silva, agradeceu o acolhimento prestado e a visita efetuada, pois permitiu, numa visita de estudo do património com a JovemCoop, aprender como se constrói um cidade com todos e para todos. Esta é uma responsabilidade dos agentes políticos, estar em constante aprendizagem, proporcionando uma educação ativa e participada aos jovens, mas absorvendo todos os conceitos, para aplicar na gestão da cidade. Este é um papel de responsabilidade, que se faz com a participação de todos, mas que compete à Junta de Freguesia de S. Victor liderar, no presente, os destinos da Freguesia, bem como ajudar a próxima geração de líderes a mudar o mundo para melhor.