A Junta de Freguesia de S. Victor promove na próxima 6ª feira, dia 14 de Setembro, o debate “Qual o Futuro para a Confiança”, que decorrerá às 21h30 no auditório da Junta de Freguesia.
Este debate surge numa altura em que o Município de Braga assume a alienação do edifício da antiga Fábrica “Perfumaria/Saboaria Confiança”, levando à próxima reunião de Câmara os termos de referência para executar essa operação. A Junta de Freguesia de S. Victor não concorda com esta opção, tendo o entendimento que deveria ser possível encontrar soluções que permitissem a reabilitação do imóvel, para a fruição pública.

O Executivo da Freguesia não concorda com a alienação, dado tratar-se de um importante imóvel, que se torna o último reduto da era da industrialização bracarense. É edifício que transporta um simbolismo único e singular, factor de autenticidade e unicidade, algo que é valorizado nos ativos patrimoniais. É, ainda, património da memória, como uma das Fábricas que garantiu o “saber fazer”, sendo o meio de subsistência a muitos agregados familiares, bem como objeto de muitas visitas escolares quando laborava.

Uma vez que a Junta de Freguesia de S. Victor nunca acedeu a qualquer projeto/programa a instalar nas antigas instalações da Saboaria/Perfumaria Confiança, não entendemos como se afirma que não há dinheiro para investir na Confiança, simplesmente porque não sabemos qual é o montante que está em causa. Olhando para uma das Freguesias ao lado, vemos uma outra atitude municipal, num imóvel que nem sequer é propriedade da Câmara Municipal. Se a questão subjaz na falta de financiamento comunitário e tendo em conta que a Fábrica Confiança está na esfera municipal, logo não traz nenhum encargo adicional, além de obras preventivas de conservação, dever-se-ia esperar por uma nova oportunidade num futuro próximo.

A Junta de Freguesia de S. Victor não subscreve esta opção política do Executivo Municipal, que nunca abordou este assunto com a Junta de Freguesia, e num compromisso público, gostaríamos de auscultar a população de forma a podermos colocar a questão do futuro da Confiança e recolher, junto dos cidadãos, os possíveis contributos que conduzam à sua preservação. O reforço da posição dos cidadãos poderá ajudar a inverter este cenário de alienação de um importante testemunho da memória de S. Victor e de Braga.

O debate realiza-se dia 14, às 21h30, no auditório da Junta de S. Victor e  é aberto ao público.