A JovemCoop e a Junta de Freguesia de S. Victor realizaram, no passado domingo, dia 17, a quarta edição de “Apaixone-se pelas Sete Fontes”, evento associado ao Dia dos Namorados, que visou dar a conhecer a História, a Geografia e a Morfologia do Complexo Eco-Monumental das Sete Fontes.

Esta visita contou com uma centena de pessoas, sobressaindo o facto de quase todos os participantes visitarem, pela primeira vez, as Sete Fontes, evidenciando a necessidade destas visitas, enquanto factor de sensibilização e pedagogia activa.

As visitas foram guiadas por Margarida Pereira, da JovemCoop, por Ricardo Silva, da Junta de Freguesia de S. Victor e por Joaquim Peixoto, colaborador da AGERE, que tem por missão proteger e salvaguardar as condutas e galerias das Sete Fontes.

Ao longo de três horas, foi possível efetuar o enquadramento histórico das Sete Fontes e dar a perceber a sua técnica de engenharia, que permite a circulação das águas.

Questionada sobre a temática desta visita, Margarida Pereira afirmou que “só é possível amar aquilo que se conhece e este foi o convite perfeito para dar a conhecer as Sete Fontes aos participantes, incentivando a que se deixem “apaixonar” por este monumento que se quer preservado e à fruição do público, alcançando o tão desejado parque verde”. Para lembrar esta visita às Sete Fontes e incentivar os participantes a lutar pelo Parque Verde, a JovemCoop distribuiu a todos os visitantes um coração em origami, com a mensagem “Apaixone-se pelas Sete Fontes”.

Reiterando a mensagem da cidadania ativa e de que a força dos cidadãos faz empreender causas e permite a concretização de grandes sonhos, Ricardo Silva além do enquadramento histórico, pediu a todos os participantes que “caso tenham gostado da visita e caso vejam a possibilidade de nas Sete Fontes, enquanto local tão especial, se realizar um Parque Verde fruível por todos, então devem fazer chegar esses contributos à Câmara Municipal de Braga, de força a imprimir um sentimento coletivo, sensibilizando para uma causa de todos.

O presidente da Junta de Freguesia de S. Victor lembrou que importantes passos têm sido dados na conquista do espaço das Sete Fontes. Em primeiro lugar a classificação enquanto Monumento Nacional institui medidas de proteção que salvaguardam o monumento, contudo, é na ordem da inibição de construção e no abandono da construção da variante à E.N. 103 que reconhecemos o maior campo de conquista. Por estes passos tão solidamente dados, que estamos convencidos que as Sete Fontes serão o Parque Verde que há tanto tempo é sonhado e clamado pelos cidadãos de Braga. O Presidente da Junta de Freguesia reconheceu, ainda, a necessidade de se efetuarem mais visitas, apostando na sensibilização das pessoas, tendo em conta as ações de vandalização de que as Sete Fontes têm sido alvo. “Esta é a aposta que nunca perde validade, porque quando mais instruirmos e sensibilizarmos as novas gerações a tomar conta do património, teremos, com certeza, menos monumentos grafitados e com portas partidas”.

A JovemCoop e a Junta de Freguesia de S. Victor têm já novas visitas planeadas, avançando, desde já, a realização da iniciativa associada ao Dia Mundial da Água.