• 20 Outubro, 2016
  • 21:30

diario-graficos_maria-tavares

 

O Espaço Galeria da Junta de Freguesia de S. Victor acolhe, a partir de 20 de Outubro, a Exposição “Os Diários Gráficos”, por Maria Tavares.
A Inauguração da Exposição, decorre no dia 20/10, às 21h30.

os DIÁRIOS GRÁFICOS de maria tavares

 

[notas do quotidiano]

Não há dia que a caneta não represente graficamente algo.

Não há caderno, bloco, agenda ou ponta de guardanapo, que não tenha direito a um registo, algo que represente o inesperado, a circunstância do momento, o quotidiano.

Tornou-se um vício. Um vício garantidamente  sistemático, mas saudável. Um vício que me transporta para um mundo imaginário e [quiçá] mais tranquilo. Um vício que a profissão exigiu, mas logo intensificou.

Gosto de registar gestos, movimentos, olhares, lugares, tempos …, sem grande expectativa de um resultado brilhante, mas sim suportado por experiências sensoriais sempre distintas. Gosto de resultados que comunicam – objectivo primário do desenho -, por meio de estímulos e de apropriações do que me rodeia.

Apresenta-se, agora, uma ínfima parte do tanto que já foi registado. Compilados em cadernos sem uma ordem definida…, são simples notas do quotidiano.

Maria Tavares (Lisboa, 1970)

Arquiteta, doutorada em arquitetura pela Universidade do Porto, professora auxiliar na Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada Norte e investigadora no Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo da FAUP. Integra a equipa da Divisão da Cultura da Câmara Municipal de Braga com o projeto SEI – Serviço Educativo Integrado.

Para além da arquitetura e da atividade académica, que tem proporcionado um conjunto de publicações e participação em congressos nacionais e internacionais, desde cedo demostrou interesse na área do desenho, da ilustração e das artes performativas. Formada em desenho pela Sociedade Nacional de Belas-Artes de Lisboa e em teatro pelo IFICT, tem colaborado com diversas instituições, destacando-se a dinamização do Serviço Educativo da Casa das Artes/Casa d’Allen no Porto para a Direcção Regional da Cultura Norte, a colaboração semanal na equipa redatora do suplemento “Igreja Viva” do Diário do Minho e o contributo voluntário com diversas escolas do ensino básico, através do incentivo à leitura através da ilustração.