Dia Mundial das Diabetes

Diabetes
A Junta de Freguesia de S.Victor, no âmbito das iniciativas na área da saúde, associou-se ao Dia Mundial das Diabetes, a partir de acções de rastreio, realizadas por pessoal técnico especializado e que decorreu no Largo da Senhora-a-Branca. Esta iniciativa contou com o apoio e colaboração do RC6, das Farmácias Henriquina e Silva, Nortemed e EsProMinho. Ao longo de todo o dia, realizámos mais de 400 rastreios. 
Além disso, como forma de assinalar o dia, preenchemos a fachada da sede da Junta com balões azuis e iluminámos as vitrinas de azul, lembrando a cor que marca o Dia Mundial das Diabetes. Esta acção é um contributo para a boa condição de saúde que desejamos para os nossos fregueses. A todos os que participaram, o nosso muito obrigado!

Respirar Feliz em S. Victor “Unir Gerações”

Unir geracoes4

“Unir gerações” é uma das atividades de sucesso da Junta de Freguesia de São Victor. Este evento, com muito espírito e ação intergeracional, junta Netos e Avós numa atividade que une a cultura ao conforto do convívio entre GERAÇÕES. Parceiro insubstituível nesta inédita fórmula de juntar a família num passeio lúdico/cultural é a Associação de proprietários das “intemporais” Citroen ’s 2 CV, a sempre pronta Bicavalaria do Minho, que faz de um sonho uma realidade com muita aventura, numa fantástica viagem onde a “velocidade” se rende ao prazer da viagem e ao deleite das paisagens lindíssimas de Portugal. O ano de 2013 juntou Autarcas de S. Victor, Bicavaleiros, a sua maioria de Braga, mas também de Barcelos, Guimarães e Penafiel, e a alma do “UNIR GERAÇÕES”, composta por Netos e Avós.

Unir geracoes1Deu-se pois, com grande animação…: “Um saltinho até…PENAFIEL”. Este Município, presidido por um AMIGO de São Victor, convidou-nos a visitar o Museu Municipal de Penafiel, que está instalado no palacete setecentista dos Pereira do Lago, uma das últimas obras assinadas pelo arquiteto Fernando Távora (falecido em 2005) e concluída pelo seu filho, José Bernardo Távora. Foi inaugurado a 24 de Março de 2009 pelo Presidente da República Cavaco Silva. O acervo do museu é constituído por três núcleos, arqueologia, etnografia e história do concelho, uma área de exposições temporárias e uma sala multimédia.
O museu tem também um auditório com capacidade para 150 pessoas, uma loja e um bar/restaurante, situado sobre o jardim, criando um anfiteatro ao ar livre, capaz de albergar 200 pessoas. Em 2010 foi eleito Melhor Museu Português pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM). Trata-se de um MUSEU com distinção Nacional e considerado um dos vinte melhores MUSEUS da EUROPA. Vale por isso a pena uma visita e a confirmação do seu inquestionável valor. Houve ainda a oportunidade, antes e depois do almoço, para se visitar o Santuário do Sameiro, localizado em Penafiel, também conhecido por Santuário de Nossa Senhora da Piedade. O Santuário foi construído em finais do Século XIX a par do belo Parque Zeferino de Oliveira, popularmente conhecido por Jardim do Sameiro, num encantador estilo Romântico, com a cidade a seus pés.

Unir geracoes2Antes, porém, e porque o dia prometia, subiu-se logo pela manhãzinha ao Convento de Montariol, onde a comitiva foi presenteada com um pequeno-almoço conventual, depois de todos os participantes terem sido bem distribuídos pelas mais de trinta viaturas Citroen 2 CV, apoiadas, como novidade deste ano, por viaturas “Renault 4 L”. Recebidos pelo Padre José Neves, Guardião do Convento, este foi presenteado pela Junta de Freguesia de São Victor com uma lembrança e, para além do acolhimento sempre cordial, deu as bênçãos para uma ótima jornada. O Professor André Soares, responsável pela secção de Desporto adaptado do S.C. de Braga, aproveitou o ensejo, e a convite da Autarquia de São Victor, parceira na promoção do “Boccia – Desporto para TODOS”, fez uma sintética mas produtiva resenha desta modalidade e abriu o caminho para novos desportistas nesta modalidade cada vez mais popular.
Rodas ao caminho e lá foram fulgurantes as míticas viaturas até Penafiel. Recebida a Delegação no Museu Municipal pelo mais alto representante do Município de Penafiel, o Edil local e Amigo Dr. Alberto Santos deu as boas vindas, procedendo-se posteriormente a uma visita “que deixou água na boca”, pela qualidade desta Unidade Museológica e pela dedicada atenção da Conservadora Dra. Helena Bernardo, também presenteada com “uma lembrança, nada mais nada menos que uma Citroen 2V em artesanato”, para quem foi a melhor cicerone da visita, sempre interessada no melhor esclarecimento. Esta lembrança foi extensiva também ao Senhor Presidente da C.M. de Penafiel e a todos os Bicavaleiros presentes.

Unir geracoes3O almoço, bem juntinho ao Santuário do Sameiro, esteve à altura dos acontecimentos, reservando-se a tarde para uma visita à Igreja de Santo António dos Capuchos da Santa Casa da Misericórdia de Penafiel, proprietária do edifício, que aproveitou a recente recuperação para dotar a Igreja com espaços agora utilizados como salas de exposições e outras valências. Aí foi oferecido um “Aveleda de honra”, brindado por todos os Avós e representantes das duas Autarquias, e que foi acompanhado pelos “docinhos do amor”, típica confeção conventual saboreada por toda a Delegação.
A foto de família foi ali mesmo, frente à Igreja da Misericórdia, e ficou como registo para a posteridade.
O regresso desta jornada memorável foi tranquilo, e a viagem até Braga serviu de mote para próximas “aventuras”, já no ano de 2014. Assim seja!…

Voto de louvor da Assembleia de Freguesia

FirminoConcluiu-se ontem, dia 26 de Setembro de 2013, o ciclo autárquico 2009-2013, tendo a Assembleia de Freguesia de São Victor realizado por isso a sua última sessão.
Num ambiente cordial e de sadio relacionamento democrático, este Órgão deliberativo Autárquico APROVOU um voto de louvor dirigido ao Presidente da Junta de Freguesia de São Victor, Firmino Marques, que, por imposição de lei, atingiu o limite de mandatos, recordando-se no teor do documento o carácter humanista de um Autarca lutador pelos interesses da Comunidade de São Victor e os momentos históricos vividos pela comunidade durante a sua gestão que perdurará pelo tempo.
Aos deputados da Coligação “Juntos por Braga” (PSD-CDS-PPM) juntaram-se os representantes do PS, tendo-se abstido pelas razões que explicou o representante da Coligação “CDU”.

Prémio Mérito de S. Victor – 2013

Premio_Merito_S_Victor

No passado sábado, dia 21 de Setembro, pelas 21h30, procedeu-se, no Grande Auditório do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, à entrega dos Prémios “Mérito da Freguesia de São Victor”, distinguindo-se o Jovem EMANUEL SILVA, na categoria “Estímulo”, e o “Sénior” Dr. FRANCISCO ALVIM, na categoria “Consagração”. Um momento de grande exaltação dos VALORES da nossa TERRA e um dia histórico para os “homenageados”, como fizeram questão de referir. Esta distinção, atribuída uma vez em cada mandato, distinguiu em 2009, na JUVENTUDE, INÊS VINAGRE, na área da Literatura, e LUIS COSTA, uma figura ímpar de São VICTOR e da cidade de BRAGA, num gesto que visa estimular e reconhecer o “Mérito” de nossos concidadãos colocados ao serviço da Comunidade em várias áreas de intervenção.

Premio_Merito_S_Victor_1Foram muitas as centenas de Amigos e familiares dos homenageados que fizeram questão de estar presentes, lotando o Auditório de grande alegria, numa cerimónia simples, distinta mas muito carregada de grande significado, como destacou o Presidente da J.F. de São Victor, Firmino Marques, conferindo pelos motivos que elencou uma justa homenagem a dois cidadãos, que, honrando a Freguesia que os acolhe, honram também o Concelho de Braga e PORTUGAL. A cerimónia apresentada de forma sentida pela Flávia Silva, que antecedeu a entrega dos “Prémios”, foi preparada cuidadosamente e recheada de enormíssima qualidade. A música e os TALENTOS Bracarenses emergiram numa cerimónia que juntou o Coro Infanto-Juvenil da ACIJE, Instituição que colabora assiduamente com a Autarquia de S. Victor, à Associação Musical SINFONIETA de BRAGA, que “nasceu” com as atividades da Junta de Freguesia de São Victor, numa homenagem inesquecível à música e à PORTUGALIDADE.

Premio_Merito_S_Victor_4
A Direção Artística do “ORGULHO S. VICTOR”, “obra-prima apresentada”, foi de outro talento de S. Victor, HUGO TORRES, que, com o apoio de uma banda de músicos de enorme qualidade, fundiu o “clássico e o moderno” num instrumental difícil de esquecer. Grande atuação da Orquestra da SINFONIETA liderada pelo Jovem PAULO MORAIS e da BANDA, em que o CORAL da ACIJE e os(as) solistas fizeram a síntese perfeita de “uma noite maravilhosa”, como fizeram questão de comentar todos aqueles que tiveram o privilégio de assistir a esta homenagem. EMANUEL SILVA, impossibilitado de estar presente, fez-se representar pela sua mãe e filha, tendo a sua progenitora agradecido de forma emocionada o que considerou “um momento único” da vida do seu filho e da sua família. Para todos os presentes, EMANUEL deixou registado em mensagem “áudio” o seu agradecimento e a honra desta homenagem que mais o estimula para o próximo futuro.
Premio_Merito_S_Victor_5
A Caixa Geral de Depósitos de Santa Tecla, S. Victor, irá proceder à abertura de uma Conta Poupança de 150,00€, incentivo incluído na atribuição do Prémio “Mérito na categoria Estímulo”. FRANCISCO ALVIM, homenageado, agradeceu de forma emotiva e contagiante a distinção que lhe foi conferida, numa alocução muito carregada do HUMANISMO que o distingue.
A cereja em cima do bolo foi colocada no final da cerimónia, com a apresentação pública do “Hino de S. Victor”, com letra de José Machado (Professor da EB 2/3 Dr. Francisco Sanches) e arranjo musical de Hugo Torres.
Repetido a pedido do público, relevamos o refrão do hino apresentado:
– “…S. Vítor, somos nós que te fazemos:
Na escola, no trabalho, no lazer!
E quantos desafios mais tivermos,
Unidos os havemos de vencer.
A Autarquia de São Victor AGRADECE a “gente nossa, gente simples, gente honrada”, que fazem de S. VICTOR e BRAGA uma referência de “GENTE VIVA”, ativa e dinâmica, na defesa dos nossos valores e da nossa identidade.
Premio_Merito_S_Victor_2

Cabido dos Cardeais da Universidade do Minho

Habemmus PAPA  Mito - cabido Cardeais da U Minho
Tomou posse recentemente, o CABIDO dos Cardeais, estrutura responsável na Academia Minhota (UM) pelo cumprimento respeitoso 3 escrupuloso do Regulamento das Praxes Académicas, recentemente aprovado pelas Academias do País.
A MISSÃO principal desta estrutura da Academia Minhota tem como principais objectivos: a melhor recepção e integração dos novos Alunos, conhecidos no meio académico como “caloiros”. É a entidade responsável que fiscaliza a aplicação de “boas regras na aplicação das praxes académicas”. A Autarquia de São Victor mantem estreitas relações com as instituições representativas da Academia Bracarense e por isso esteve presente na cerimónia que deu posse a esta estrutura, realizada na Universidade do Minho. O Presidente da Autarquia Firmino Marques usou da palavra na abertura da cerimónia, saudando de forma particular os “Cardeais” ali empossados e todos os presentes entre os quais se encontrava o Presidente da AAUM Carlos Alberto Videira. A novidade surgiu para este ano com novo “Papa”, agora no feminino, assumindo a responsabilidade a Estudante Minhota Mitó, amiga conhecida da Junta de Freguesia de S. Victor. Deixou o desejo a todos os “Cardeais” de que o futuro próximo os faça “cessar funções” rapidamente, sinal que os referidos deram por terminados os seus estudos, num desejo que tornou extensivo à nova “Papa”. Recordou o histórico das relações entre a Autarquia a que preside e o “CABIDO dos CARDEAIS”, saudando o carácter solidário de muitas iniciativas que integram as “praxes”, nomeadamente a exemplar actividade do último ano lectivo, que recolheu centenas de quilos de produtos alimentares para reforço do stock de muitas Instituições de Solidariedade Social e de Famílias de S. Victor e de Braga, num total de mais de 1.000 Kg de alimentos. Lembrou ainda, aproveitando a presença do Presidente da Associação Académica da Universidade do Minho, para recordar a parceria que UNE a Junta de Freguesia de São Victor e a AAUM para a área Social.
No final da cerimónia e para a posteridade, cumprindo a “praxe”, a “Papa” Mitó, o Presidente da JF de S. Victor, Firmino Marques e o Professor Domingos Abreu, Secretário da nossa Autarquia, deixaram-se fotografar pelos presentes.

Dia Internacional do Idoso – 2013

dia_internacional_idoso
No passado fim-de-semana a Autarquia da Freguesia de São Victor homenageou os seus Idosos, juntando cerca de três centenas de “Jovens Seniores”, nas instalações da Colónia Balnear da Segurança Social em Apúlia – Esposende.

dia_internacional_idoso_1Com uma manha a prometer e um “calor de Verão tardio”, bem cedo as Ruas do Centro histórico de São Victor, Largo da Senhora-a-Branca e Rua da Restauração ganharam um inusitado e colorido movimento, polvilhado de alegria, pois significou mais um reencontro da “Comunidade Sénior de São Victor” para aquele que apelidam de “Fim-de-semana de SONHO”. Cinco foram os “autocarros” que transportaram a comitiva mais alegre e bem disposta de sempre. O primeiro, da Escola de Condução MINHOTA, que como habitualmente se associou a este evento, de seguida e vindo da “Associação Juvenil a Bogalha”, entidade que se associou também a este dia chega a comitiva com o motorista Francisco e a Monitora Fatinha com Utentes desta Instituição Amiga, depois chega o Autocarro da TRANSDEV conduzido com a habitual simpatia do seu motorista, comungando o espírito desta iniciativa.

dia_internacional_idoso_2Segue-se a chegada muito aplaudida dos sempre presentes e nossos amigos da Associação Portuguesa de Deficientes, que ao volante trazem o impagável Amigo Professor Alberto Alves. A viatura da Junta de Freguesia fecha a comitiva, conduzida pela simpática Enfermeira Márcia Palha. Respondendo todos à chamada e feita a colocação pelos meios de transporte disponíveis, solicitam os presentes o “retrato de família”, ali mesmo no Adro da Igreja de Nossa Senhora-a-Branca, protegido pela presença Amiga, dos Agentes de proximidade da P.S.P. que desde bem cedo ajudaram na logística e fluidez do trânsito.
O evento que envolveu um riquíssimo programa cultural constou logo nessa manhã por uma visita efetuada à Basílica ou Templo do Sagrado Coração de Jesus, mais conhecido por Templo de Santa Luzia que se situa no alto do monte deste nome, na bonita cidade de Viana do Castelo, donde se observa uma vista ímpar da região, juntando em “momentos inesquecíveis, o mar, o rio Lima com o seu vale, e todo o complexo montanhoso, num panorama considerado dos melhores do mundo segundo a National Geographic. Este foi pois, um bom condimento…para o almoço bem preparado e que se aproximava em Apúlia, Esposende, nas instalações da Segurança Social.

dia_internacional_idoso_3O Sarau Cultural, reservado para a parte noturna recordou canções dos “bons velhos tempos”, tendo sido emocionante a entrada em “tempo de jantar” da Associação Festiva “Os Sinos da Sé”, que envolveu num momento único e em uníssono no tema “Ai os sinos da Sé de Braga” todos os presentes numa sádia expressão de amor à nossa terra. Depois do jantar, no Sarau, o “folclore minhoto” foi Rei, juntando os “Jovens Idosos” aos elementos do “Rancho” em danças bem conhecidas como o “vira ou o malhão”. A “Marchinha de S. Victor”, juntou “os Sinos da Sé” e o CORAL DE GUADALUPE de Braga e recolheu o aplauso geral. Antes porém, o “Jovem Coro”, historiou “um conto popular” do tempo dos nossos avós que foi muito aplaudido.
Ficou a promessa de novo Encontro para 2014, para mais um Encontro de Sonho” como definiram todos os participantes este evento.
Na organização deste evento da responsabilidade da JF de S. Victor colaboraram: o CCDTSSS deBraga, a APD, o I.P.D.J. que apoiou este programa com Monitores-Jovens Voluntários na sua maioria Universitários, a Associação Juvenil “A Bogalha” e Escola Condução A MINHOTA, que colaboraram no transporte de parte da Delegação e na animação musical a “Associação Festiva os Sinos da Sé” e o Coral de Guadalupe.
dia_internacional_idoso_7

Arranjos de Espaços Públicos – Com parceria Internacional

braga_mob_1
“No final do mês de Agosto de 2013, a “Braga Mob”, Instituição recém-criada que se dedica à organização da mobilidade internacional, especializada em bolsas para projetos de mobilidade europeia, recebeu mais um grupo de estrangeiros no âmbito da mobilidade internacional. Ainda a dar os primeiros passos, esta Instituição tem recebido dezenas de alunos, professores e adultos de vários países europeus, integrando-os em estágios de curta duração para os mais jovens e visitas a empresas para professores e adultos. Acima de tudo, pretendem providenciar-lhes em Braga uma experiência para recordar, tanto a nível profissional como cultural”.
Este grupo proveniente da Estónia visa desenvolver um papel voluntário e activo junto da cidadania bracarense, através de uma parceria entre a “Braga Mob” e a Junta de Freguesia de S.Victor e enquadra-se no “Programa Europeu Leonardo da Vinci”.

braga_mobAs cinco participantes, oriundas da ESTÓNIA estão inseridas na área da arquitectura paisagística e têm como objectivo fulcral “importar para a cidade” novas ideias e novos métodos de trabalho na área da jardinagem.
A comitiva Estoniana estará na cidade de Braga até ao próximo dia 14 de Setembro, tendo efectuado duas intervenções em espaços públicos, o primeiro, com uma dupla intervenção, ajardinar de forma estudada um espaço público e prestar com a decoração de um “bonito coração”, uma homenagem à enfermeira Laurinha, figura popular e muito acarinhada do Bairro Engº Duarte Pacheco no jardim da rua do Rosmaninho, bem próximo da Escola Básica daquele Bairro da Freguesia de São Victor. Esta intervenção mereceu o aplauso da população e de familiares da homenageada em documento que fizeram chegar à Autarquia de São Victor.

braga_mob_2O trabalho seguinte deu mais cor e vida ao jardim do Parque arbóreo de Sta Tecla, com a identificação do nome de “S. Victor e o coração sempre aberto da Autarquia”. Filipe Malheiro e Tiago Costa, sócios gerentes da “Braga Mob”, salientam em jeito de agradecimento o seu muito obrigado ao Presidente Firmino Marques e ao Engenheiro Abílio Lima, Voluntário da Autarquia de S. Victor, pelo trabalho árduo a favor da comunidade Bracarense, que contribuiu em larga escala para o sucesso deste intercâmbio e também aos Hortos particulares: “Viveiros Jerónimo Veloso” e “Viveiros do Cávado”, que face às muitas dificuldades sentidas na obtenção de plantas, rapidamente se disponibilizaram a colaborar com a Junta de Freguesia de S. Victor e com a Braga Mob.”.

Portugal – Campeão do Mundo em Canoagem

emanuel_silvaPortugal através de Emanuel Silva e João Ribeiro, sagrou-se CAMPEÃO do MUNDO em Canoagem, variante K2, na Prova Mundial, que se realizou no passado Domingo em Duisburgo na Alemanha. Estes dois Jovens Minhotos, o Emanuel Silva, de Braga e o João Ribeiro de Esposende, tornaram possível um sonho construído com valentia e espírito de conquista característico da Juventude Portuguesa.
Estão de parabéns estes Jovens, orgulho do Minho e de Portugal, assim como os seus Técnicos e a respetiva Federação.
Firmino Marques, Presidente da Junta de Freguesia de São Victor esteve no aeroporto onde se juntou a dezenas de amigos e familiares dos Atletas para acolher os Jovens Campeões, felicitando de forma particular Emanuel Silva, residente na Freguesia de São Victor em Braga, Atleta que com muita dedicação e com muito trabalho, vai construindo paulatinamente sonhos que pareciam impossíveis de alcançar.

Tratado de Cooperação e Amizade…

Assinatura tratadoMais uma marca na história da Comunidade de São Victor o momento que marcou a assinatura de um “Tratado de Cooperação e Amizade”, com a Freguesia de São João da Madeira, do Município com o mesmo nome.
Associando a iniciativa “O Nosso património” desenvolvida em parceria pela Autarquia de S. Victor e a Associação Juvenil “Jovem Coop” a este momento histórico, a Delegação que partiu de S. Victor, Braga, nos finais do mês de Julho de 2013, composta por cerca de meia centena de elementos, entre Autarcas, participantes Jovens na iniciativa e Monitores e Dirigentes da Associação Juvenil, os mesmos foram recebidos em Festa pela Autarquia Amiga de S. João da Madeira. Efetuada uma visita ao Museu Nacional do Chapéu e recebidos pela sua Diretora Dra Susana Menezes, a Delegação ficaram mais esclarecidas sobre os motivos desta genuína aproximação. Foi reafirmado o apoio para a criação do “Centro interpretativo do Chapéu”, sonho da Junta de Freguesia de São Victor, garantindo a Instituição de que é responsável todo o apoio para que isso possa acontecer num futuro breve. A história comum associada à Industria da Chapelaria remonta aos anos 40, do século XX e une a população das duas Autarquias, com episódios associados a várias causas, desde lutas operárias a aproximação entre as pessoas, havendo relatos muito interessantes sobre este tema, como aquele que aqui reproduzimos, inscrito no livro “Unhas Negras” de João da Silva Correia 1), autor sanjoanense:

Assinatura tratado1

Ergueram-se os apropriagistas, – a fidalguia da classe – melhor encadernados, de gravata (até corrente de prata, este ou aquele (…) Ergueram-se os fulistas, figuras de fadiga mais apagadas, pálidas dos vapor tóxico das fulas, metidos em si mesmos, como que conscientes do rigor da sua insignificância como membros da classe. (…) E ergueram-se também os do grosso – os da lã – os mais menos, os párias dos párias, muito inseguros de si, visivelmente envergonhados entre a mais camaradagem. Desengonçados, pálidos, de fisionomias fixas, sem vida, sem expressão, mais pareciam figuras de cera num museu histórico.
Neste mesmo livro outros episódios se referem à ligação das localidades de São João da Madeira e de Braga e das suas gentes.
A celebração do “Tratado” decorreu no Edifício da Torre Oliva e juntou Autarcas das duas Freguesias, Jovens participantes na iniciativa “O Nosso Património” e muitas Instituições locais, desde logo com a presença do Presidente da Câmara Municipal de São João da Madeira Dr. Ricardo Figueiredo e Vereadores, o Presidente da Assembleia Municipal de S. João da Madeira e muitos dirigentes de Associações Desportivas, Culturais, Recreativas e Sociais.
O Presidente da Junta de Freguesia de São João da Madeira considerou que o “protocolo agora assinado em papel”, veio dar um impulso e um novo alento para que as atividades a ser desenvolvidas possam redobrar e tornarem-se mais intensas e frequentes. O Autarca de S. Victor, Firmino Marques afirmou levar até S. João da Madeira, o coração de S. Victor ali bem representado por dezenas de Jovens e Autarcas. Esta proximidade de Cultura e História deve ser um exemplo a seguir, pois o futuro passa por aproximar mais as Pessoas. Enalteceu o trabalho efetuado pela Autarquia de S. João da Madeira, ali representada pelo seu Edil e a alavanca económica que a recuperação do património Industrial veio dar àquele Município e Freguesia. O melhor exemplo está na recuperação do edificado respeitante a antigas indústrias, com destaque para a Chapelaria e a criação do Roteiro associado às indústrias que se mantêm com invejável saúde económica e que acolhem todos aqueles que desejem “observar em direto” como se fazem os “melhores lápis do mundo” da Viarco, ainda no estrito respeito pelo fabrico artesanal, ou observar “a maior produção da indústria de feltros para chapelaria” do mundo, que funciona na Fepsa, unidade industrial daquela localidade.
Assinatura tratado2O Presidente da C.M. de São João da Madeira, Ricardo Figueiredo apadrinhou e saudou esta iniciativa, relatando para a história a ligação entre as duas localidades e o facto de ali ter sido criada no século XX, a “Cordoaria Nacional do Pêlo” que aglutinou 35 indústrias do País, que se juntaram e fizeram uma única Fábrica. Destas 8 eram de Braga e tornaram-se na época grandes indústrias de chapelaria.
O almoço conjunto e a visita ao Roteiro das Indústrias de S. João da Madeira deliciaram este dia que fica como uma importante marca na história das duas comunidades.
Entre as duas Autarquias houve permuta do Tratado e de lembranças deste “Dia Histórico”.